Pedro e suas Pedrices!

Pedro está com 17 meses e está começando a nos surpreender com suas compreensões do mundo e tudo mais.

Hoje, meu marido saiu com Pedro pela manha pra eu descansar um pouco e também adiantar as coisas em casa com calma, pois com criança caminhante, exploradora e com uma cozinha pequena, fica difícil fazer as coisas com tranquilidade.

Ele estava se arrumando e eu calçando os chinelos em Pedro. Ele me deu um beijo de tchau e foi pra porta encontrar o pai.

Meu marido me deu tchau e falou: Mô, vê se deita um pouco, dorme e descansa… Talvez a gente volte almoçados já.

Respondi ok e segui no sofá. Pedro veio até mim e me puxou pela mão, pensei: Ele vai me levar pra porta pra sair com eles, olhei pro marido e ele: acho que Pedro quer q tu vá conosco.

Mas, ao invés dele me levar pra porta, me levou ao quarto, apontou a cama. Deitei. Ele me deu mais um beijo de tchau e voltou pra porta onde o pai estava, com a mesma cara de abobado que eu.

Pedro virou, me dei tchau e seguiu pra casa da vovó com o pai, deixando pra trás uma mãe atônita com a compreensão que ele teve da fala do pai.

Nunca na vida achei que uma criança de menos de 2 anos conseguisse fazer todas essas conexões, a ponto de colocar a mãe pra dormir.

 

Anúncios

Voltamos?!

Gentes, 5 meses sem postar nada?! Que horror….

Só digo que a vida com um caminhante explorador não é assim mto fácil *hauahauhauahauahu*

Meu tempo ocioso diminuiu consideravelmente, os padrões de sono mudaram e são muitas mudanças acontecendo diariamente.

Sinto muita falta de estar por aqui e de ler o blog de vcs…. Espero conseguir me organizar e voltar a postar periodicamente.

Espero que ainda tenha alguém aqui me seguindo.

Beijos

Feliz 2015!

E aí pessoas, tudo bem???

Logo posto tudinho sobre o aniversário de 1 ano do Pedro que foi muito legal!

Tô passando pra felicitar a D. do (D)esejo de bebê pelo positivo, o primeiro do ano! Que sua gestação seja tranquila e feliz! 😉

E para contar que encerramos o ano com uma reportagem no G1 da região. Ficamos muito contentes com a imprensa local abrindo espaço para esse tipo de reportagem, aqui a situação é beeeeeeeeeeeeeeeem crítica.

Beijocas

O que você estava fazendo a essa hora ano passado?

Eu estava parindo o Pedro, no chão da sala, após 4 horas de TP intenso e muito dolorido.
Hoje ele completa 365 dias de nascido, 365 dias de mudanças, nunca mais um dia foi igual ao outro.
É muito legal ver o quanto ele mudou e aprendeu em 1 ano, a mudança daquele bebê completamente dependente para essa criança quase andante. Um engatinhante muito explorador e curioso, quase independente.
Pedro, mamãe te ama demais, você veio pra alegrar ainda mais a nossa vida.

O primeiro passeio de carrinho, será que ele ganha do sling?

Olá, pessoas….

Faz um tempão que não apareço, né? Andei meio sem inspiração e sem tempo, mas hoje passei o dia todo pensando nesse comparativo.

Após 11 meses e 16 dias eu passei quase um dia inteiro sem colocar Pedro no sling (coloquei pra ele dormir, mas é assunto pra outro dia), fui passear com ele no carrinho.

Ele está com uns 8.400kg e minhas costas, pernas e joelhos estão pedindo arrego de andar muito tempo com ele no sling, ainda não consigo coloca-lo nas costas e me vi “obrigada” a dar uma chance ao carrinho.

Aproveitei que era dia de semana e a cidade ainda não estava um caos pra ir até o Gonzaga (bairro comercial) de carrinho, fui, andei no shopping, nas ruas estreitas, na praia, fomos a padaria e não gostei 😛

No sling o bebê fica pertinho da mãe, dá pra ver todas as reações, ouvir os barulinhos e cantorias do bebê, enquanto no carrinho não rola muito contato. Eu ouvia ele cantando (Pedro vai pro The Voice 2030), mas não conseguia ver a carinha dele e nem interagir, achei isso muito estranho.

Meu carrinho é reversível (a alça vira pro bb ficar de frente), mas somente as rodas da frente que giram inteiras, ou seja, praticamente impossível de andar na rua, fazer curvas e afins com o carrinho “ao contrário”, além de reduzir o campo de visão do bebê.

A vantagem é que eu não tô com dor nas costas e consegui colocar várias sacolas + a mochila no “bagageiro” e andei livre, leve e solta pela rua *hauahauahuahauahua*

Apesar de eu não ter curtido muito o carrinho, tentarei inseri-lo mais na nossa rotina, pq mais dia menos dia ele será indispensável.

A próxima tentativa será de colocar ele nas costas, vou aproveitar o marido de folga na semana do natal 😉

Marcha das vadias
Na Marcha das Vadias de Santos (23/11/2014)
IMG_20141218_150319
Chegando do passeio de hoje (18/12/2014)

Fraldas de pano Modernas.

Olá, meninas…

Hoje venho contar uma mudança legal que fizemos na rotina, adotamos fraldas de pano moderna para segurar as necessidades fisiológicas do Pedro.

Confesso que a primeira vez que ouvi falar dessas fraldas achei uó, como assim ficar lavando fralda com um bebê pequeno e super dependente se você podia simplesmente jogar fora a cada troca?! Eu sei que não é um pensamento sustentável, mas eu tinha meio pânico de ter que ficar esfregando 8 fraldas de cocô por dia (no caso de RN).

Aí, eu virei mãe e Pedro foi crescendo, os cocôs espaçando, as trocas diminuindo e aquela sacola com várias fraldas no lixo começou a me incomodar muito. Algumas amigas já utilizavam a fralda de pano e de todas eu ouvi a mesma coisa: É super simples, “perco” 15 minutos entre lavar, jogar na máquina e estender, claro que o tempo da máquina não foi contabilizado *ahuahauhauah*

Comecei a me interessar, até que o Partejar Santista (grupo de apoio a gestante e ao parto humanizado daqui de Santos) fez um encontro para explicar como se usa as famosas FP.

Foi um encontro pequeno, num domingo chuvoso, mas foi super esclarecedor e me deu um gás pro teste, combinei com marido e compramos 3 fraldas e 3 absorventes sobressalentes pra testar.

A primeira vez que usamos foi no dia que Pedro completou 8 meses e vazou *hauahauhauahua*, eu apertei ela errado e vazou, mas demorou cerca de 4 horas pro acidente. Depois que uma amiga me ensinou “na prática” como fazer e os vazamentos diminuíram. Alguns que rolaram, acredito que a Fralda descartável também não teria segurado a onda, então ponto pra FP

Depois de uma noite de testes bem sucedidos decidimos que usaremos 100% de fraldas de pano, já providenciamos mais 3 com uma amiga que estava desapegando.

Agora estamos vendendo as fraldas que ganhamos no chá para comprar mais das PF, temos 6 fraldas e 9 absorventes.

Ainda não tô conseguindo usar 100%, mas estamos no caminho e volto aqui pra contar mais depois 😉

PS: Ainda não tenho foto das últimas aquisições, meu celular está em coma e a câmera do backup não rola. :/

2014-08-31 20.22.43

Pagando a dívida!

Olá, pessoas…

Esses dias a D. do (D)esejo de bebê, me cobrou um post prometido sobre as mudanças que ocorreram aqui depois que Pedro nasceu. Hoje estou vindo pagar minha dívida 😉

Depois de seis meses e 20 dias posso dizer que mudou tudo e ao mesmo tempo nada mudou.

Meu puerpério foi tranquilo, tive um baby blues leve e poucos problemas com amamentação.

As mudanças maiores foram nos horários. Sempre preferi a noite, eu começo a “funcionar” depois das 18h00. Faço comida, lavo roupa, louça, preencho planilha, tenho váááárias ideias ótimas pros meus projetos, só que agora eu tenho um bebê que dorme entre às 20h00 e 23h00 e acorda no máximo às 09:00… Tem dia q me empolgo e vou deitar às 03h30 e fico meio zumbi no dia seguinte.

Outra mudança grande foi com “cronograma diário”. Faço mil planos pro dia e ele resolve que quer colo ou a soneca de 2 horas dura 30 minutos. Ou seja, zoa tudo o que eu tinha pra fazer.

Com o marido nada mudou significativamente, ele é um pai suuuuuuper presente, troca fralda, dá banho, coloca pra dormir, fica quando tenho q trabalhar e realmente dividimos as tarefas do dia a dia.

Uma coisa que foi essencial no meu pós parto foi essa ajuda do marido. Ele pegou 10 dias de férias + 5 dias de licença e nesses 20 dias ele cuidou de mim. Me fazia suco no café da manhã, trazia comida enquanto Pedro mamava e me amparava quando rolava um “descontrole” nos momentos ruins/doloridos na amamentação.

Ah, aumentou o volume de roupa pra lavar e diminuiu o tempo pra fazer *hauahuahauahuahua*

Eu realmente to pensando e acho que o que mudou foi isso mesmo… Nada muito radical 😉

Beijocas

Quem é vivo sempre aparece!

Olá, pessoas…

Será que alguém me espera ainda? *hauahuahauahuahua*

Gente, a vida tá corrida… Projetos novos, finalização de projetos antigos, um bebê que quase engatinha e já come.

Esse mesmo bebê que dorme por volta das 22h00 e acorda às 09h00 e a mãe dele que só rende depois das 22h e vai até as 03h00 ou arrumando as coisas em casa ou se dedicando aos projetos. Resultado: Sono muito atrasado.

To com alguns posts engatilhados, inclusive quero muito falar sobre BLW (Baby Led Weaning) que é a “forma” que estou introduzindo alimentos na vida do Pedro e ele tem curtido e eu também 😉

Tento me manter atualizada nos blogs amigos, mas até isso anda meio complicado. Espero voltar aos eixos um dia.

Quem sabe volto em breve?!

Saudades de escrever aqui.

Beijocas

E o teto ficou interessante!

Olá, pessoas…

Hoje venho comemorar 5 meses do Pedro. 

Quando falam que passa rápido, passa mesmo… Me surpreendi como passou voando. Ainda ontem era um “mini” bebê com 50cm e 3.400kg, hoje já tem 63 cm e 7.100kg.

Agora ele já ri e ensaia as primeiras gargalhadas. Uma das mudanças mais interessantes que venho percebendo nas últimas 2 semanas é que ele descobriu que pode olhar pra cima. 

Ele sempre se encantou com ventiladores, lustres, luzes, enfeites, mas ele via essas coisas quando estava deitado em algum lugar (sofá, cama ou carrinho), agora ele descobriu que pode virar a cabeça pra cima, ou seja, tudo ficou diferente com esse novo movimento.

Lugares que ele estava “acostumado”, como o elevador de casa, se transformou num novo lugar. Ele olha pras luzes e se acaba de rir, é muito engraçado.

O sono dele também mudou, até semana passada ele dormia umas 23h00 e, as vezes, ia direto até 10h00/10h30. A mamãe que adora acordar tarde adorava essa rotina e não sentia nadinha de cansaço. Agora ele dorme no máximo às 20h30 e acorda por volta das 09h00. Isso me deixa mais cansada, então acabo dormindo com ele a sonequinha da manhã. Quase nem curto, ainda mais nesse friozinho que já está por aqui 😛

Quando o pai sai pra trabalhar ele acorda e mama, mas não é uma regra. O mamar não é, mas ele sempre abre os olhinhos pra dar tchau pro papai, segundo o próprio. *hauahauahuahauhauahuahu*

É engraçado ver como eles mudam e aprendem tanta coisa em tão pouco tempo.

To preparando uns posts sobre várias coisas, tentarei voltar em breve.

Beijos