E não é que ganhei um chá de Fraldas?!

Olá, meninas…

Tudo bem com vocês?

Antes de tudo quero registrar o quanto fiquei muito feliz com o nascimento do ParasiThomas da Carol, ela postou uma foto do momento que ele nasceu e o relato já está lá no Blog dela, lindo de tudo. Emocionante!

Passei aqui nesta segunda ensolarado pra contar que ganhei um chá de fraldas sábado… Marido, sogra e mamys que organizaram tudo, chamaram algumas amigas e familiares e me enganaram direitinho. *ahuahauahauhau*

Eu e marido adoramos festa, mas a nossa lista do chá estava em 200 pessoas, ou seja, impensável fazer uma “festa” pra esse tanto de gente. Me sugeriram tirar os homens da festa e fazer um chá “tradicional” só com a mulherada, isso diminuiria a lista sim, mas além de eu não gostar de festas nesse formato, eu acho muito injusto deixar o marido e nossos amigos de fora. Ainda mais um marido que vai em todas as consultas, USs, exames e é mega presente da vida desse bebê que ainda está quietinho na barriga. Por todas essas razões optamos em não fazer chá de fraldas.

Confesso que fiquei bem chateada de não poder fazer a comemoração, mas fui me entretendo com a arrumação do quarto a escolha do carrinho e acabou passando…

Ontem de manhã fomos definir o carrinho (tinha que ser um que coubesse no porta mala do carro, né?) e meu marido disse que umas 16h30 tomaríamos lanche na minha mãe, que ela havia convidado.

Ás 16h30 pegamos a Adele e fomos pra casa de mamys (que é na quadra de trás), quando abri a porta foi tudo meio rápido… Vi que a porta da cozinha estava fechada e o ar ligado (via de regra eles não ligam o ar, a casa da minha mãe é bem arejada e gelada), pensei: Os meninos estão com as amigas aqui, devem estar vendo filme na sala, então vi um carrinho de bebê azul e o segundo pensamento foi: Quem está aqui com bebê pequeno? Olhei pro lado e vi a prima do meu marido que teve bebê dia 16/11 e pensei: O que ela está fazendo aqui? (percebam o quanto demorou pra louca aqui entender o que estava rolando), aí vi a madrinha dele, a minha sogra, minha avó e caiu a ficha, virei pra ele e disse: O que é isso? O que está acontecendo? E então (finalmente) vi as lembrancinhas, a mesa arrumada, os docinhos e tudo azul e marrom. Tudo no maior capricho.

Não chorei na hora (mas choro agora lembrando), mas fiquei tão feliz de ver todo esse cuidado e todo carinho que as pessoas dispensaram a mim, pq sabiam que eu queria muito uma festa que não poderia fazer.

Foi tudo pequeno (acho que se tinham 15 pessoas era muito), de amigas só 5 (2 amigas do trabalho do marido, minha sócia, a madrinha do Pedro, a irmã delas) o restante família.

Foi mágico… Me senti muito amada por todos que estiveram lá conosco, que se dispuseram a ir e me fazer ainda mais feliz!

Tenho poucas fotos do dia ainda, preciso pegar na íntegra com a sogra e com as amigas que tiraram no celular, mas consegui pegar essas dos “faces” alheios *hauahuahauahuahauauh*

Beijocas

Mesa de Doces, Presente da Dinda e Adele de cantinho (arquivo pessoal)
Anúncios

Post Combo: Um ano de Blog e comentários sobre “O Renascimento do Parto”

Olá meninas, tudo bem com vocês?

Aqui estamos ótimos… 27 semanas e oficialmente no terceiro trimestre, detalhe que eu só “me liguei” nisso sábado passado, louca, eu? Imagina *hauahauahahauhauahu*

Como disse no post passado a azia “vem que vem que vem com tudo”, tenho todos os dias e as vezes acordo a noite com queimação, essa parte é meio chata, mas minha doula/fisioterapeuta deu a dica de tomar meio copo de água morna com 1 limão, comprei limão e vou fazer o teste! Tenho sentido umas dorezinhas na virilha e nas costas se faço movimentos repetidos, nos pés se ando bastante, os inchaços continuam, mas bem discretos e com mamys masoterapeuta eu faço drenagem pelo menos 2x por semana.

E que ontem o wordpress me avisou que completo um ano de blog, claro que a louca aqui nem tinha se ligado (affão pra mim), fui olhar a primeira postagem e ela data de 07/11/2012.  Então, PARABÉNS PRA MIM!!!! *hauahauahuahauahu* E obrigada a vocês que acompanham minhas loucuras e desabafos… Em um ano muita coisa aconteceu, passei de desejante, a tentante, a gestante em 5 meses, fui atrás de médicos humanizados, mudei de ideia sobre o parto, contratamos equipe para PD e to com a camiseta de “ativizta” guardadinha na gaveta só esperando Pedro nascer =D Muitas dessas mudanças foram causadas pelas meninas que comentam e que eu sigo. De novo, OBRIGADA!!!!!!!

um_ano_geoserver_br

Imagem daqui

E que no fds fomos ver o documentário “O Renascimento do Parto”, catei marido e sogra e fomos… Gente, o filme só tem sessão às 14h05 aqui em Santos, o ingresso custa R$ 18,00 e a sessão estava LOTADA!!!! Muitas gestantes, muitos casais e muitas mulheres “sem barriga” *ahauhauahuahuahua*

Cara, eu já comecei chorando… O primeiro depoimento é blaster emocionante (ainda mais com hormônios da gravidez mode on), depois chorei qdo mostraram as intervenções com os bebês, é cruel e sei que aqui onde moro é o procedimento hospitalar independentemente da via de nascimento… Marido se chocou (e eu tb) com a forma que os bebês de cesárea são tirados da mãe, teve até um que foi tirado a fórceps, que medo… É realmente chocante!

Saímos ainda mais convictos de que nossa escolha pelo parto domiciliar.

Foi isso… Nosso super fds, mimando a barriga, a cachorra e curtindo o “finzinho” da gravidez *ahuahauahuhauahu*

Beijocas

E as mães foram conhecer as parteiras…

Olá, meninas…

Tudo bem com vocês? Aqui tudo se adaptando a nova cachorrinha, ela ainda faz uns xixis fora do lugar e pega umas roupas que deixamos dando sopa, mas no geral ela é uma lady mesmo. Estamos adorando ter um rabo balançante em casa =D

No início do mês levamos as nossas mães para conhecer as parteiras, como eu já falei pra vocês, optamos pelo parto domiciliar assistido. Contratamos uma equipe que consiste em uma Obstetriz, uma Enfermeira Obstétrica e uma Doula (que é a fisioterapeuta que me dá aulas de Pilates).

Da família só contamos as mães que o parto será em casa, o restante da família acha que será normal, mas em hospital.

Explicamos a ambas qual é o procedimento do PD, como fica em caso de emergência, quem acompanhará o TP e tentamos tirar todas as dúvidas delas, mas achamos que seria legal elas conhecerem a equipe pra ficarem realmente tranquilas e tirar todas as dúvidas.

E lá fomos nós 4 conversar com elas e ambas foram muito legais em nos receber e tirar TODAS as dúvidas das mamães, inclusive tiraram umas nossas também *ahuahauahuahauh*

Explicaram como é o TP, como o marido pode ajudar, no que se resume o trabalho delas, quais “intervenções” elas fazem no bb pós nascimento, as diferenças entre o parto Hospitalar e o Domiciliar e quais as intercorrências que nos levariam para uma remoção.

Essa semana (antes do marido voltar a trampar) fomos dar uma olhada na maternidade, afinal o plano B tem que estar ok caso seja necessário…. A maternidade em si é legal, um quarto bom, com frigobar, armário, TV a cabo e wi fii. A enfermeira foi explicando onde era a sala de parto e o berçário (tinha um bb abandonado no bercinho aquecido só de fraldas, luva e meias, quietinho tentando colocar a mão na boca. Até onde eu sei esse bb (que tinha pouco mais de 1 hora de nascido) deveria estar enroladinho, não? ), que o bebê ficava lá até a mãe ter alta, o que girava em torno de 3 horas pq a anestesia demora um pouco pra passar e o pai pode acompanhar tudo pelo vidro ( :0 ), falou que quarto o horário de visita é das 9h00 às 21h00 e o pai pode dormir no quarto.

Perguntei do procedimento pra PN, aí ela: Ah, você vai tentar normal? (Eu contanto até 10….), respondi que sim. Ela disse que nesse caso o bb é avaliado pelo pediatra e a mãe tendo alta pra ir pro quarto o bb vai junto. Meu marido perguntou se poderia assistir ao parto sem problemas e ela disse que sim, é lei e completou: Como você vai tentar (grrrrrrr) PN, vcs ficam no quarto, qdo vc for pro pré parto ele não pode ir por ter mais mulheres na sala e na hora que tiver pra nascer a gente chama o pai.

Fingimos estar satisfeitos e fomos embora, plano B – Check

Eu e marido viemos conversando no caminho de volta que só iremos mesmo pro hospital em último caso, tipo uma das parteiras falar que não vai rolar mesmo esperar pra ter em casa. Espero ter força o suficiente pra não pedir analgesia (que só é dada no hospital) e conseguir meu PD sem nenhuma intervenção.

E assim foi a última semana de férias do marido… Pelo menos agora tenho a cachorrinha pra ficar comigo *hauahuahauahuahauhauahuahu*

Beijocas

A viagem a Porto Alegre e a chegada da Adele!

Olá, meninas!!!

Como vocês estão?

Nós aqui estamos ótimos, Pedrão crescendo visivelmente (a barriga parece que cresce todos os dias), marido de férias e uma nova integrante na família, nossa cocker inglesa Adele.

Antes, um relato sobre a viagem sonho a Porto Alegre no final de Agosto.

Como já falei aqui 200 vezes, nós temos muitos amigos gaúchos e juntamos quase todos esse fim de semana.

Aproveitamos as milhas que mamys tinha no cartão e fomos, os 3 rumo as terras gaúchas, levar a barriga pra conhecer uma terra que eu adoro, recheada de pessoas que eu amo muito.

Viajar grávida foi tranquilo, mas senti o “peso” de ter um serzinho dentro de mim nas caminhadas… Sempre que vamos pra lá caminhamos muito, ficamos num Hotel no centro justamente pra isso. Sempre tirei de letra os dias cheios e as noites de pouco sono (a gente sempre se junta num quarto pra papear), mas no sábado pedi arrego… Deixei de ir ao Mercado Público, que é um lugar que eu AMO, pra descansar e aguentar o pega de ir pro jogo do Grêmio à noite.

Sim, Pedrão já conhece a Arena do Grêmio. Estádio “padrão” FIFA e (claro) com cara de estádio europeu, foi um jogo tranquilinho Grêmio x Ponte Preta, pouco mais de 25.000 pessoas e uma Dinda gaúcha em êxtase, pois apesar de fanática ela nunca tinha visto um jogo do seu time de coração. Foi uma emoção sem igual poder proporcionar essa experiência a ela, ela chorou, gritou, xingou o juiz e no final voltamos lindos, belos e contentes pro Hotel.

Caso alguém esteja procurando um “par” bonito, vá a um jogo no RS. As meninas LINDAS, montadas, arrumadas e os meninos tão lindos quanto, eu e o marido ainda brincamos que deveríamos ter conhecido os lados de lá ainda solteiros *hihihihhi*

Domingo, fomos a casa da “vó” (gente, meu filho tem vós, tias e Dindas espalhadas, não reparem *kkkkkkkk*) gaúcha e comemos um típico churrasco deles, que é realmente diferente do daqui e tão bom quanto. Tomei chimarrão, comi carne, coração, linguiça e docinhos.

No aeroporto foi aquela choradeira tradicional, sempre volto arrasada desses encontros, não me conformo de morar longe =( Minha mãe que estranhou, pq não sou uma pessoa super chorona e emotiva, mas voltar do RS e ter que dar tchau pras duas Dindas e pra minha mãe gaúcha nunca é fácil.

No geral uma viagem deliciosa, recheada de presentes pro Pedro e muitas conversas na madruga, coração já apertadinho de saudades!

Quanto a nova integrante da casa, nós ganhamos ela de uma amiga que cria a raça.

O marido sempre foi alucinado por cachorros, ele AMA, brinca, rola, passeia e super sentia falta, mas eu ainda não achava que era hora. No início de agosto fomos a SP na casa de uma cumadi que tem cachorro e ela ficou com a gente na cama, brincou, fez festa e comecei a sentir falta de um serzinho de 4 patas por aqui.

Essa amiga sempre disse que quando a gente quisesse teria um filhotinho pra pegarmos, na quinta fomos busca-la. Ela é preta e branca, tem 8 meses e é mansa de tudo, muito amorosa, carinhosa e já está quase adaptada a nossa casa e rotina. Faz um xixi ou outro fora do lugar, mas passa o dia brincando com o ossinho e deitada na caminha que fizemos. Podemos sair sem crise que ela não fica latindo e nem destrói nada (ainda e espero que continue assim).

Pra finalizar uma fotinho dela brincando com a bolinha

Adele

E não é que deu positivo?!

Bom Dia, Meninas…

Como foram de feriado? O meu foi  conturbado ótimo!!!!

Ontem de manhã fiz meu segundo teste de farmácia e para minha surpresa (sim, mesmo sendo tentante eu realmente não esperava) deu positivo. Eu tremia tanto que a primeira foto ficou assim:

2013-05-01 09.09.57

Depois de uns minutos tentando assimilar o resultado, acordei o marido (que sabia que eu faria o exame) e dei na mão dele o exame e a “legenda” que vem na bula. Ele ainda sonolento (eram 9h30 da manhã de um feriado), olhou, olhou, olhou e disse:

Duas listrinhas é positivo?

Eu: SIM!

Ele arregalou os olhos (foi muito engraçado) e começou a rir, me abraçou e eu (louca) comecei a chorar.

Ele: Tu tá triste?

Eu: Claro que não, mas to assustada.

Depois ficamos na cama conversando, decidindo pra quem contar e quando contar. As primeiras pessoas a saberem depois dele foram aquelas pessoas que coloquei no post anterior, as 4 Dindas que meu bebê já tem.

Decidimos contar pras pessoas próximas somente depois do exame de sangue que será feito hoje assim que conseguir contato com o médico (que dará outro post).

Não muito segura com o primeiro exame, decidimos por fazer um segundo. Compramos o de fitinha dessa vez, com menos de 30 segundos da fitinha mergulhada no xixi já tinham duas listrinhas aparecendo, depois desse fiquei mais confiante e  o bichinho do “vamos gritar pro mundo inteiro ouvir” veio com força total. ALoka

Acabamos decidindo por contar pras mães, irmãos, avós, pais e padrinho (conto num outro post como foi).

Agora é esperar o de sangue pra contar pra algumas amigas próximas e amigos do marido e no meu niver (em julho) com o fim do primeiro trimestre, realmente GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR!!!!!

Ainda é tudo muito estranho, eu não estava sentindo NADA. Só uma cólica desde sábado. Nada de seios doloridos e inchados, nada de tonturas, nada de enjoos, sono ou vontades…

Depois do exame já sinto mais fome e os seios simplesmente incharam e passaram a doer. Muito doido isso!!!!

No geral to muito feliz e louca pra fazer o exame de sangue e sair a caça de um GO humanista, mas isso tb é assunto para outro post.

Muitas Beijocas e ótimo restinho de semana! =D

2013-05-01 15.45.43

Aconteceu em 2012!

Olá, Meninas….

Como foram de Natal? O nosso foi ótimo, família reunida, presentes trocados, muita harmonia, risadas e comilança.

Passeando pelos Blogs, vi que a Maraysa fez uma retro, vou copia-la na cara dura e fazer uma também. Adoro retros e é sempre bom lembrar o que aconteceu no ano que está acabando.

2012 foi um ano bom, claro que nada na vida é 100% bom ou 100% ruim, mas no balanço acho que foi “mais” bom que ruim.

– Completamos 1 ano de casados, nos adaptamos melhor um ao outro, decidimos tentar um bebê.

– Iniciei uma sociedade com 3 comadres, não deu certo e acabei perdendo a amizade de uma delas e reforçando a amizade com a outra. Fui convidada a ser sócia de outra amiga e a sociedade está dando certo, recebi uma proposta de emprego e estou pensando em aceita-la ou não.

– Viajei: Fui a Pedro de Toledo, Caraguá, São Paulo, São Roque, Porto Alegre, Jacareí, Florianópolis. Revi amigos queridos e encontrei familiares que há muito não via.

– Perdi amigos que achei que seriam eternos, fiz novos amigos reais e virtuais, reforcei amizades antigas. Fui psicóloga de várias delas e elas minhas.

– Corri atrás de sonhos, mudei de ideias, tentei mudar de atitudes (algumas com sucesso outras não)

– Criei um Blog anônimo sobre ser uma pré tentante (e agora tentante oficial), li sobre filhos, partos, amamentação e mudei muitas opiniões sobre isso. Meu marido também!

– Li muito (adoro) livros, e-books, alguns bons outros que larguei na metade. Quem sabe coloco a lista deles aqui qualquer dia.

– Vi muitos filmes, mas fui menos ao cinema do que gostaria. Experimentei novas comidas, novas músicas e novas roupas.

Esse foi um resumo do meu ano de 2012, chorei, sorri, me emocionei, cresci e amadureci.

Infelizmente não posso entrar em muitos detalhes, já que sou anônima e ainda não quero me revelar *kkkkkkkkk* Mas juro que isso tudo realmente aconteceu.

Desejo a todas um ano de 2013 repleto de felicidade, boas vibrações, fertilidade, alegria, compreensão e todas as coisas boas que sempre desejamos nesta época.

Muitos Beijos e vejo vocês em 2013!

Feliz Natal!!!

Olá meninas!!!

Claro que o post de hoje tinha que ser sobre o Natal, antes de qq coisa desejo um ótimo Natal a todas!

Eu tenho uma relação esquisita com Natal, por ter pais separados acabávamos por nos dividir entre as casas e eu realmente nunca gostei disso.

Então, quando eu e meu marido decidimos casar (em 2010) a primeira cláusula do nosso “Acordo Pré – Nupcial de boca” foi de que as festas de final de ano seriam em nossa casa, assim conseguiríamos juntar as 3 famílias (minha mãe, meu pai e a dele) na mesma festa, acabamos por não contar com a do pai dele por que ele mora em outra cidade e, por causa do trabalho, nem sempre pode vir pra cá nesse época.

Natal 12

Casamos em Maio de 2011 portanto o Natal do ano passado já foi aqui e foi muito legal. Cada um trouxe algo de comer ou beber, as famílias interagiram e esse ano será a mesma coisa, mas com menos comida… Foi uma orgia gastronômica o Natal ano passado *kkkkkk*

Eu normalmente fico com  os doces (adoro) e esse ano teremos: Mousse de Maracujá, Sobremesa Real (igual a da Carol, a receita peguei daqui) e rabanadas. Também fiquei encarregada do Tender e do arroz.

Espero que esse ano o Natal seja tão divertido e animado quanto o do ano passado e que a cada ano as famílias interajam melhor… Esse ano ainda será um Natal sem crianças, mas quem sabe 2013? =D

Um Natal iluminado a todas.

Muitos Beijos

PS: Espero dar uma passadinha aqui antes do Ano Novo.

PS2: Depois eu coloco edito o post pra colocar as fotos.

Foto: Arquivo pessoal!