Abandonada!

Olá, meninas….

Nossa, quase um mês sem aparecer por aqui…

É que a vida andava um pouco “mais do mesmo”, nada de diferente e (confesso) uma preguiça GIGANTE de escrever e na última semana as voltas com o casamento do dia 19/10 (que foi lindo, emocionante e tranquilo)

Então, que uns 10 dias atrás apareceu um assunto que eu quero compartilhar com todas, só estava “maturando” ele pra contar. Dia 18/10 eu tinha consulta marcada com a GO “tipo” e seria nossa última consulta, já que o plano de saúde pelo trampo do marido deu certo e só estava esperando sair o número da carteirinha pra ir no médico humanizado mesmo daqui (todas comemora *o*), mas nessa consulta eu ia perguntar o valor do parto e ia conversar com ela sobre o parto, já que até aquele momento ela ainda não tinha tocado no assunto comigo… Aí vcs me perguntam, por que falar de parto com ela? Acho que curiosidade, já que ela se mostra (e mostram ela) como super top master blaster humanizada, queria realmente saber o que ela me falaria.

Eis que estou no conforto do meu sofá, afagando minha linda cachorrinha e na véspera da consulta a secretária dela me liga informando que meu plano está suspenso e ela pediu pra cancelar a consulta. Eu, atônita, disse: Tudo bem…. Vou ver se dá certo o plano do meu marido e qq coisa ligo pra marcar. A secretária disse Ok e desligou. Apesar de eu já ter o plano OK e a outra consulta marcada, fiquei chocada com o atendimento “humanizado” que foi desprendido a mim, até por que ela me “abandonou” com 29 semanas de gestação sem saber que eu tenho um plano B. Me indignei pensando nas outras gestantes que ela atendia pelo meu plano e que também foram abandonadas… Além de não ter me sido dada nenhuma alternativa pra continuar com ela, algo como: Já que estamos no final, ela só te cobrará 50% do valor da consulta ou um pacote dividido, mas ela estava tão preocupada comigo que nem isso foi sugerido.

Como disse em outros posts, um atendimento humanizado é humanizado do começo ao fim, vc sendo gestante ou não. Algumas pessoas falaram que poderia ser “coisa” da secretária… De qq forma, é responsabilidade da GO tomar conta dos seus pacientes.

A parte boa é que fui ontem na consulta com o novo médico (vou fazer um post sobre isso) e nós gostamos, já marcamos os exames pedidos e estamos tranquilos em nossa decisão =D

E assim, termino o capítulo com a GO Tipo Humanizada *hauahuahauhauahuahu*

Beijocas

Sobre o Parto – Parte II a Decisão final!

Olá, meninas!

Eu sumi, né? Foi um misto de preguiça com dias cheios, mas agora voltei!

Continuando o assunto “Parto!”

No dia 10/07  fomos eu e marido ao local onde a obstetriz atende, a princípio íamos conversar com ela e com a enfermeira obstetra que trabalha junto com ela, mas a enfermeira teve que ir atender uma gestante que poderia estar em TP e não pode comparecer, ela me avisou e perguntou se queríamos alterar a data, mas estava tão ansiosa em sanar as dúvidas e ver como funcionava todo o negócio que preferi conhece-la logo e depois conheceríamos a EO.

Chegamos lá e uma mocinha com cara de 18 anos (ela tem 25 na verdade *hauahauhau*) nos atendeu, como já havia visto o perfil dela no facebook, reconheci. Ela é toda acelerada, fala rápido e sempre sorrindo, nos encaminhou a sala dela e conversamos por mais de 2 horas.

Ela explicou que se formou pela USP, que quando decidiu trabalhar com PD ela fez mais três cursos complementares: reanimação neonatal, reanimação da mãe e um, que eu não lembro o nome, que mostra tudo que pode dar errado durante um parto e como reverter o quadro sem ter que remover pro hospital ou os primeiros socorros até chegar ao hospital.

Contou também que quando se formou quis voltar a Santos e trabalhar aqui, onde a família dela mora e procurou hospitais para ser voluntária e GOs que ela sabia serem humanizados (inclusive um faz parte da equipe, caso a remoção pro hospital seja inevitável) e nisso ela conheceu a EO, ambas resolveram trabalhar juntas, sempre atendendo juntas.

Apesar da carinha de menina ela passa uma segurança que eu não senti em muitos GOs “renomados” que fui, ela também disse todo o procedimento pro registro do bebê após o nascimento e todos os “equipamentos” que elas levam para a cara da gestante. Ela acompanha os exames pré-natal para ver se tudo está ok, pois se não estiver ela mesmo indica um parto hospitalar. Também explicou como funciona depois que o bebê nasce.

Ficamos de ir na GO (já tinha a consulta marcada pra dia 15/07), pensarmos, vermos todas as opções e se decidíssemos pelo PD, falaríamos com ela.

Dia 15/07 fomos lindos e belos pra consulta com a GO (aqueeeeela que eu não tinha gostado no primeiro atendimento) e a consulta com ela foi legal, ela mediu, pesou, ouviu o bebê, fez anotações e tudo certo. A única coisa foi a DPP. Minha DPP (40 semanas) é dia 04/01, ou seja, a partir de 21/12 (38 semanas) todo dia é dia de nascer, quando ela viu a data me soltou a seguinte pérola: “Nossa, que época ruim de nascer, né? Natal, Ano Novo, não tem ninguém na cidade!” Eu e marido fizemos cara de alface e não falamos nada na hora.

Qdo fomos marcar a próxima consulta (que será amanhã) a secretária nos deu um papel que dizia que estávamos cientes que ela só estará a nossa disposição se pagarmos um valor que ninguém informou qual seria e que na próxima consulta ela me daria o contrato pra assinar.

Saímos de lá satisfeitos com a consulta, mas super decididos pelo PD.

Vamos continuar fazendo o pré-natal com essa médica mesmo, mas o parto será no conforto do nosso lar.

A princípio somente as mamães e irmãos que saberão que o parto será em casa, o restante da família só depois que nascer mesmo, vamos evitar a fadiga!

E foi assim, que de cesária, passamos ao parto normal, humanizado e em casa *hauahauahuahauahu*

Já to fazendo o post contando sobre o sexo… Confirmamos semana passada =D

Muitos Beijos e até logo!

11 semanas!

Olá, pessoas…

To devendo a consulta com o médico, né? Então…

Médico de ambulatório é uma coisa esquisita, parece atendimento de PS. Ele mal olhou na nossa cara e me receitou um “remédio”, está entre aspas pq eu não entendo a letra dele, ele não explicou pra que serve (só disse que é pra tomar de agora até enquanto estiver amamentando) e eu fiquei tão desanimada que nem perguntei.

O plano não vai rolar de mudar, a Unimed não compra a carência de obstetrícia, terei que continuar com o meu mesmo.

Pra não correr risco de ter uma cesárea eletiva (medo dos médicos daqui) já marquei com aquela médica humanizada (que contei aqui). A princípio não gostei do atendimento dela, achei frio demais pra uma médica humanizada, mas pelo menos com ela tenho certeza que serei ouvida e que só terei uma cesárea caso ela seja realmente necessária.

No finzinho do primeiro trimestre eu já não sinto tanto enjoo, mas a dona azia já se faz presente mais vezes (nada agradável). O “pé” da barriga está bem durinho e a barriga começa a ter uma forma arredondadinha.

Uma coisa nada legal são espinhas nas costas e no colo, justo eu que NUNCA tive espinhas…

No início de julho farei a US Morfológica, espero que dê pra ver o sexo do bebê, estamos mega curiosos *hauahuahauhauahua*

Por hora é só =D

Beijocas

O Descaso dos médicos e do plano se saúde.

Oi Gente…

Tudo bem com vocês? Conosco tudo indo… Como vocês podem ver pelo título do post tive problemas com o médico e com o plano de saúde.

Vamos começar “do começo”, como eu já comentei antes eu ia a um médico super cesarista e já estava a procura de um humanista, fui em uma que eu sei que faz partos normais, mas o atendimento dela foi péssimo, como contei aqui.

No mês passado quando tive a infecção urinária e tive que enfrentar um PS lotado, sujo e com péssimo atendimento já estava decidida a mudar de plano de saúde, íamos ver pra fazer o da empresa do marido, mas o tempo passou, ele esqueceu e acabou que me encontrei grávida e com o plano de saúde meia boca.

Eu sei que tem uma “nova” lei dos planos de saúde que você pode trocar de plano e não perder a carência (advogadxs leitorxs me corrijam se eu estiver errada), espero conseguir, resolveremos a pendência semana que vem. Agora vamos ao “causo”:

Na quarta feira passada fiz 2 exames de farmácia que deram positivo, na quinta liguei para aquele médico cesarista só pra fazer os exames iniciais, ver se está tudo bem enquanto a mudança de plano não sai. Liguei e a secretária (que é esposa dele) atendeu, segue o diálogo:

Eu: Bom Dia, gostaria saber se o Dr. Cesarista já está atendendo o meu plano?

Secretária: Já está atendendo sim.

Eu: Eu fiz um exame de gravidez ontem e deu positivo, gostaria de marcar com ele.

S: Ele não faz mais partos pelo plano, só particular

Eu: Tudo bem, gostaria de marcar mesmo assim.

S: Mas ele não faz mais parto pelo plano

Eu: Tudo bem, mas eu preciso fazer um exame de sangue pra confirmar, além de outros exames, né?

S: Tá, você pode passar aqui na segunda e pegar os encaminhamentos.

Na hora respondi que tudo bem, mas não gostei do atendimento e até segunda eu ia morrer de ansiedade pra fazer o exame de sangue.

Acabei pagando pelo exame de sangue (que nem é caro) pra tirar a dúvida  e decidi marcar com a humanista que me atendeu mal pela mesma razão, iniciar o pré natal.

Liguei e a secretária disse que tinha horário pra dia 28/05, falei que tinha feito o exame e tinha dado positivo, ela insistiu: Só tem mesmo pra dia 28/05.

Gente, eu liguei dia 02/05 e como assim eu só ia ter a primeira consulta de pré natal dia 28/05? Quase um mês depois?

Desiludida, liguei pra mais 2 médicos e eles não atendiam mais o plano, desisti e liguei no ambulatório para marcar com qualquer GO.

A secretária disse que tinha uma Dra. X (que eu pensei que era a que fez o parto das gêmeas) dia 09/05, fiquei super animada e fui feliz e contente com marido pra consulta.

Chegamos lá, a médica super nova e simpática, perguntei se ela tinha consultório na rua Y e ela disse que não, aí descobri que não era a mesma da minha amiga. Ela perguntou o que havia acontecido, eu disse que tinha feito um exame que gravidez e deu positivo. Ela olhou pra nós e disse:

Desculpa, nem sei por que marcaram você comigo, eu não sou obstetra… Hoje é meu primeiro dia aqui, eu sou ginecologista e mastologista, vou te encaminhar pra um obstetra.

A médica foi uma fofa, super simpática e pediu desculpas, mas que ela não podia fazer nada já que ela não poderia fazer parto.

Saí do ambulatório muito brava, poxa, pra que pagar um plano se eu não consigo atendimento?

Meu marido veio até em casa comigo, ligou no SAC e exigiu que eles conseguissem uma consulta com obstetra o mais rápido possível, pois eu estava no primeiro trimestre que é o mais crítico, que eu tinha que fazer os exames o mais rápido possível e não tinha médico no plano. Conseguiram uma consulta para dia 13/05.

Fomos lá no dia e hora marcados e o médico nos atendeu bem, respondeu as perguntas numa boa e explicou que o pré natal só começa quando eu levar os exames pra ele. Passou ultra transvaginal (que farei amanhã) e aqueles famosos exames de sangue, urina e fezes que eu farei sexta, por que o plano demora 3 dias pra autorizar.

Essa é minha história com o plano, já estamos no caminho pra mudar, mas até lá….

Amanhã ou sexta eu volto com a impressão do primeiro ultra…

Beijocas

 

Dia das mães + 6 semanas!

Olá, meninas!!!

Como foram de dia das mães? O meu primeiro dia das mães foi bem legal, juntamos as mães e irmãos aqui em casa, comemos, conversamos, vimos o primeiro jogo da Final do Campeonato Paulista, que o Santos perdeu para desespero do pai e do tio do bebe *kkkkkkkkkkk*, e no final da tarde fomos até a casa da minha avó vermos o restante da família.

Sábado completamos seis semanas  e agora nosso bebê passou de um gergelim para uma lentilha =D

O que mudou desde o dia 01/05 quando peguei o resultado? Bom, meus seios cresceram alucinadamente e doem muito, tenho muita fome, nem tanto sono e muito mal estar, acompanhado de dor de cabeça.

No mais, nada mudou.

To preparando o post sobre os médicos e planos de saúde… Finalmente consegui ir ao médico ontem e farei a primeira ultra na quinta a tarde. Ansiedade a gente se vê por aqui!

Essa semana ainda volto pra contar dos médicos e da ultra.

Beijocas!

Foi dada a Largada!!!!

Olá, meninas!!!

Como foram de fds? O meu foi muito divertido…

Sexta feira (23/11) fui ao médico levar o novo exame de urina e ele deu aval para parar o AC.

Sou oficialmente uma tentante… Que medo!!!

Dia 11/12 tem a consulta com a médica humanista que me indicaram, dedinhos cruzados para nosso santo bater e eu adora – la.

Não adianta ela ser humanista e a gente não se dar bem, né?!

Ontem vi o vídeo sobre violência obstétrica do Blog “Cientista que virou mãe“, to digerindo as informações e logo logo coloco minha opinião aqui. Aliás, antes de mergulhar nessa Blogsfera materna eu desconhecia esse tipo de violência.

Boa Terça e até mais =D

Beijos

Imagem daqui

Enquanto isso….

Olá meninas!

Enquanto não chega o dia da nova consulta com o GO (14/11), vamos papeando por aqui, néan?!

Essa será minha última consulta com esse GO, em agosto quando fiz minha primeira consulta pensando já em engravidar ele me passou os exames e eu já perguntei o que ele achava sobre parto normal, as respostas dele foram dignas da página Moça, teu GO é cesarista.

 

ImagemPrimeiro ele disse que achava PN ótimo, mas que o TP duram em média 12 horas de dores muito fortes onde o útero se expande para o bebê sair, depois que havia feito um parto normal em uma oriental e ela aguentou as dores sem reclamar, porém uma das pacientes (brasileiras) dele não aguentaram nem uma hora de dor e pediram a cesária, nesse momento eu disse que tinha amigas que tiveram parto natural, ele me interrompeu e disse que a vida sexual é muito importante nos dias de hoje e que a vagina tem em média 3 cm (ele fez uma forma juntando o polegar e o indicador) e passará um bebê de 3.000 Kg em média ou seja, a vagina não voltará ao normal então eu teria que discutir isso com o meu marido e não com minhas amigas. Argumentei que uma amiga teve gêmeos de PN e não teve problemas, ele rebateu com: gêmeos são menores, bebês até 2.500 Kg não causam tanta dilatação e a vagina volta ao normal.

Sai dessa consulta bem decepcionada, mas realmente achei que ele só estava tentando me mostrar a realidade do PN, mas depois que a ficha caiu mesmo, percebi que se fosse uma pessoa “alienada” ele teria me colocado um medo irracional do PN, mas o que ele não sabe é que eu tenho me informado muito sobre o assunto e ele não me assustou, apesar do medo de sentir dor =D

Voltei lá com os exames como contei aqui, mas não toquei no assunto e deixa ele achar que ainda serei paciente dele, realmente não estou a fim de comprar essa briga, prefiro mudar antes. 

Conversei bastante com minhas amigas e com a minha mãe que teve PN e elas me tranquilizaram, disseram que dói bastante sim, mas que depois que o bebê sai a recuperação é ótima e principalmente pro bebê é a melhor opção.

Consegui uma médica indicada por duas amigas e num blog de uma doula da cidade onde moro, mas só consegui marcar para dezembro. Como ainda estou na fase de pré – tentante, marquei e vou lá dia 11/12.

Meu marido super me apóia em relação ao parto, sempre separo várias matérias e depoimentos de blogs pra ele ver. 

A “discussão” entre nós agora é sobre o aleitamento exclusivo até os 6 meses, ele acha que o bebê precisa sim de água antes disso… To separando algumas matérias pra ele ler sobre isso! Mas é assunto pra um outro post!

Beijocas e uma ótima e ensolarada semana!

Iniciando os Trabalhos!!!!

Olá pessoas!

Tive um comentário no post anterior,  muito legal, fiquei bem feliz!

O primeiro post foi uma introduçãozinha, hoje começamos com a “real” intenção disso, contar como é ser uma pré tentante, depois virar tentante e depois (se tudo der certo) uma gestante.

A maioria dos Blog que temos disponíveis são de casais que já tentam, de gestantes ou já mamães e o antes disso tudo, onde fica? Como é? Por onde começar?

Bom, eu sou casada a um ano e 5 meses, tenho 31 anos e meu marido 26. Faz um tempo que decidimos que começaríamos a tentar ter um bebê no meio desse ano (2012).

Em agosto fui a primeira consulta com o GO para esse fim. Fiz o exame periódico (Papa Nicolau) e o médico me passou 10 tipos de exames de sangue e 3 de urina. Os de sangue tinham: tipagem sanguínea, RH, HIV, Hepatite B e C, Toxoplasmose e mais um monte de outros que eu não lembro e o de urina tinha a tal cultura.

Dia 04/10 voltei lépida e faceira com meus exames (que claro que eu já tinha aberto) achando que já pararia a pílula, mas na cultura da urina, foi detectada uma infecção que pode ser abortiva. Imagina se sigo o meu marido (que tá doido pra ser papai) e paro o remédio antes disso? Jamais me perdoaria se algo desse errado!

Agora to na fase de tratamento dessa infecção que constituem em 10 dias de antibióticos a cada 6 horas e uma pomada intravaginal para combater a candidíase que esse antibiótico causa. Uma semana após a parada do antibiótico tenho que refazer a cultura da urina, que pra mim é um carma… Não suporto fazer xixi no tal potinho, travo toda!

Além do complexo de vitaminas para pré tentantes, inclusive o tal ácido fólico que serve para prevenir uma má formação que é a causa de muitos abortos espontâneos nas primeiras semanas (isso uma amiga que me contou, porque eu desconhecia a utilidade do tal ácido).

Dia 14/11 eu volto lá com esse novo exame de urina pra ver se a infecção sumiu e ver se ele “deixa” eu parar de tomar a pílula.

Espero que tudo corra dentro do esperado =D

Até a próxima.

Beijocas

Imagem daqui